ganjaviana

Just another WordPress.com site

Jennifer Lo-Fi: Pratas da casa

Meus irmãos, temos grandes nomes da música morando nesse bairro. Pegue o exemplo de Itamar Collaço. Granjeiro, baixista dos melhores do Brasil, auto-didata, professor na ULM (hoje EMESP). Já tocou com Astor Piazzola, Zimbo Trio, George Benson…

Acompanhou o show de Lanny Gordin… no Rock in Rio! Tinha uma verdadeira “muralha” de amplificadores preparados para esse show. No teste do som, deu uma cutucadinha na corda do baixo e caiu pra trás com instrumento e tudo. Só uma curiosidade…

Agora, porque estou falando tudo isso agora? Porque provavelmente vocês nunca ouviram falar do Itamar. Ele é conhecido mundialmente, quebra o galho de muitos grandes artistas que precisam de um baixista capaz de ler uma partitura complicada de primeira vista e capaz de interpretá-la de modo brilhante e natural. Isso é RARO. Ele mora logo ali, no São Paulo II…

Bom, mas até aí tudo bem. A fama de um músico de Jazz quase limita-se àqueles que realmente estão ligados a esse mundo de alguma maneira. Mas perae, o post é sobre…

Jennifer Lo-Fi. Conhece? A banda já atingiu a MTV, já ultrapassa os milhares de views no youtube, myspace, já conta com uma vasta legião de fãs que a clamam como melhor banda brazuca dos tempos atuais. 4 dos integrantes são granjeiros.
Tudo começou num estúdio de gravação, em que juntaram-se os então colegas de Myspace e produziram um som visionário, que impressionou os próprios integrantes. Surge a banda.

Tem algo de Björk, meio grunge, meio Pop Brasil, na vocalista Sabine. Isso prendeu minha atenção inicialmente… Logo depois, há o envolvimento com a bateria melódica, fraseada e empolgante de Luccas (granjeiro), claramente inspirada nas melhores bandas independentes atuais que usam dos mesmos recursos “climáticos” (como Hurtmold, The National e Broken Social Scene). A melodia é contraposta por baixo e guitarras:

Caio (granjeiro) – Guitarra

Zé Barrica – Guitarra

William (granjeiro) – Baixo.

Aliás, o Tuco (outro granjeiro) faz uma função plástica à banda, adicionando elegância e mistério… e um clarinete ou algum outro instrumento “exótico”. Eu curti isso, coisa que geralmente não sou de curtir. Dessa vez deu muito certo!

Não vou tão longe quanto os fãs que clamam ser a melhor banda dos tempos atuais, até porque sou fãzinho tanto quanto novo. Admito que não gosto nem um pouco quando a banda resolve cantar em inglês, por exemplo. Ou quando a música é meio que uma bagunça (não no sentido bom) e a letra se vê indecisa e fraca perante à melodia…

Mas, convenhamos, é uma banda nova. O potencial é vertiginoso, alternativo e lindo. Tem tudo pra dar muito certo e já está dando!

Leia e Ouça!!

 

Links da banda:

www.jenniferlofi.bandcamp.com

www.myspace.com/jenniferlofi

www.twitter.com/jenniferlofi

www.youtube.com/jenniferlofi

www.facebook.com/jenniferlofi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em fevereiro 18, 2012 por .

Navegação

%d blogueiros gostam disto: